Tag Archives: TV

 

Como será a nossa imagem na cabeça de quem pensa em nós?

Hoje faz um ano que não tenho sinal de televisão em casa… e este texto podia resumir-se apenas a esta frase: sou mais feliz!

Contudo desenvolvi uma nova adição quando estou em casa de alguém. Se a televisão estiver ligada, não consigo tirar os olhos dela! Não me interessa o que está a dar, mas a imagem e a radiação da mesma, fazem-me vidrar, no verdadeiro sentido da palavra.

No fim do ano passado, numa viagem de volta de um jantar, uma amiga dizia-me que era uma grande liberdade… Eu também não percebi bem na altura e por isso perguntei. Ela referia-se a liberdade, porque eu não preciso da televisão… E agora esta nova adição, quando estou em casa de alguém, faz entender melhor a liberdade de que ela falava…

Reminiscências sim!

Os domingos, são os dias em que o sofá nos rejeita, porque até ele quer televisão…

Anúncios

Quando vim para esta casa onde ainda vivo, não havia televisão por cabo… como a minha vida volta e meia é de saltimbanco – o que aconteceu pouco tempo depois de vir para aqui – resolvi não por televisão por cabo. Com os 4 canais nacionais tinha de sobra. Assim pensei e assim fiz. E já lá vão 3 anos…

Desde o passado dia 1 de fevereiro – quando em Lisboa e arredores desligaram o sinal analógico de televisão – e porque não me apeteceu comprar um descodificador – que não tenho emissão televisiva em casa ou comumente falando: não vejo televisão.

Claro está que o aparelho de televisão serve muitas vezes para filmes, documentários and so on… Claro que hoje em dia podes ver TV na Internet… Claro está que volta e meia leio jornais… Claro está que  o boca a boca e as conversas de café – para não falar no Facebook – são ópticas fontes de informação…

Por isso, longe de pensarem que fiquei info-gaga e alienado do mundo – o que é a meu ver é uma coisa muito difícil. Mesmo que estejas no “fim do mundo” – o mundo,  tudo o que o faz mover e a reacção disso, chega até esse “fim do mundo”…

Mas sem duvida que ganhei muitas outras coisas por não ter televisão.

Voltei a ler como não o fazia à muito, dedico mais tempo à musica e até mesmo ao silêncio… Só há uma coisa que me custou um pouco – aquele efeito bruto terapêutico do fim de noite no sofá a vegetar antes de ir dormir… Mas sem duvida alguma que o balanço destes 4 meses, é deverás positivo!

Posso mesmo dizer que sou mais feliz! Nem que seja porque já não vejo tão amiúdo os nossos politicozinhos na televisão… Nem sou tão bombardeado nem manipulado com informação e publicidade que não interessam ao senhor Diabo…

E penso: se eu estou mais feliz e de certa forma mais sereno com a minha realidade – acabando muitas vezes por fazê-la á minha maneira e medida – por conseguinte, esta minha felicidade irá transparecer e chegar a quem me rodeia – uma acção implica sempre uma reacção!

Com isto tudo não quero ser propagandista anti televisão, nem muito menos criticar ou dizer para deixarem a televisão de lado… Apenas quero partilhar uma nova experiência que abracei e que sem duvida alguma me faz toda a diferença. Turn off.